O país de criminosos

Às vezes já nem lhes ligo. Os emails a anunciar a prisão de mais alguém chegam a um ritmo alucinante. Parece que a Polícia Judiciária, a Polícia de Segurança Pública e a Guarda  Nacional Repúblicana (sem contar com o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, mais comedido na comunicação) querem meter Portugal inteiro atrás das grades. Esta semana a contabilidade ainda não terminou. Mas, na semana passada, por exemplo, só da PJ recebi 21 comunicados a anunciar a detenção de 21 homens e duas mulheres pelos crimes de tráfico, homicídio, incêndio florestal, abuso sexual, coacção, roubo e abuso sexual de criança. É um número assustador. Sei que nem todos ficam em prisão preventiva. Se ficassem e se a PJ – atenção, só a PJ – mantivesse este ritmo e prendesse 20 pessoas por semana, chegava ao fim do ano com 1040 detenções. O incrível é que, mesmo assim, deixam escapar aqueles que, no fim da linha, podem ir estudar para Paris.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s