O smartphone é a arma do assassino profissional do futuro

“Portugal, 2015. O presidente norte-americano está de visita a Lisboa, depois de os governos dos dois países chegarem a um novo acordo para utilização da Base das Lajes. O ano anterior tinha sido complicado para Barack Obama. Após a saída das tropas dos Estados Unidos do Afeganisão, o país mergulhou no caos e a Al Qaeda voltou a ganhar força. Obama teve mesmo que ser sujeito a uma intervenção cirúrgica que que colocou um pacemaker. Agora, está de pleno regresso às suas funções. Durante uma conferência de Imprensa conjunta com Pedro Passos Coelho, Obama coloca a mão direita junto ao peito e desfalece. Apesar dos esforços, não é possível reanimá-lo. Enquanto os elementos do Serviço Secreto tentam afastar a multidão, um homem afasta-se discretamente com a arma do crime à vista de todos: um smartphone”

Um cenário semelhante podia ter sido retirado de uma série como :24 ou Homeland. Mas pode ser mais do que ficção. Em Outubro, um informático chamado Barnaby Jack, mostrou a uma audiência restrita como identificar o sinal enviado pelo fabricante de um pacemaker e, através dele, enviar a ordem para emitir uma descarga mortal – que seria atribuída a uma qualquer falha no aparelho. Seria o homicídio perfeito. Limpo. E sem provas.

Não é a primeira vez que o informático faz algo do género. O artigo da Vanity Fair, Look Out – He’s Got a Phone! explica que é essa a sua função: detectar falhas em aparelhos. Ele já mostrou como pode, remotamente, fazer uma bomba de insulina entregar uma dose mortal e já fez uma caixa multibanco começar a deitar notas (cá ainda estamos na idade das explosões).

Usar o telemóvel para matar alguém não é novidade. No Iraque e no Afeganistão é comum. Até por cá já aconteceu: o dono do bar O Avião, em Lisboa, foi assassinado quando uma bomba colocada no seu carro foi accionada através de uma chamada telefónica. A novidade é que a evolução tecnológica está a transformar os smarthpones em computadores portáteis cada vez mais potentes. E alguém com conhecimentos poderá usá-los para aceder a qualquer aparelho que esteja ligado à Internet  seja um automóvel, uma casa ou um avião.

Y

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s