A Fraude: por enquanto, ficou abaixo das expectativas

Talvez as expectativas estivessem muito altas. Tão altas que depois de ver ontem a primeira parte da Grande Reportagem da SIC, A Fraude, perguntei: “Já acabou? Foi só isto?”. Hoje revi-a. E fiquei com a mesma sensação. O capítulo “A linha do tempo” era suposto mostrar como, durante dez anos de gestão, Oliveira Costa conseguiu “esconder prejuízos e apresentar lucros crescentes”. E lançar-nos para os restantes episódios. À primeira vista, não conseguiu. Para além da óptima edição de imagem e de enumerar os lucros anuais do BPN, não explicou como o banco foi criado, quais os seus fundadores, como os prejuízos foram escondidos e revelou várias fragilidades. A maior: contactadas 51 pessoas, só 13 aceitaram falar sem restrições e apenas cinco tiveram alguma ligação ao BPN. Ficaram-me na memória outros detalhes, como o uso de várias imagens de Oliveira e Costa na Comissão Parlamentar de Inquérito ao BPN sempre a mastigar uma sandes. O segundo capítulo é hoje. Espero que a ideia seja ver os quatro episódios em conjunto. E que o de logo à noite recupere o fôlego. Mesmo.

1 thought on “A Fraude: por enquanto, ficou abaixo das expectativas

  1. Pingback: A Fraude: soube a pouco, muito pouco | O Informador

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s