Um jornal centenário que está a adaptar-se ao mundo digital

Towards the end of the 19th century, the City of London was close to the pinnacle of its power. It was, as one commentator remarked, the greatest shop, the greatest store, the freest market for commodities, gold and securities, the greatest disposer of capital and credit, and the world’s leading clearing house.

Yet something was missing. For all its imperial strut, the City lacked reliable sources of information. This was the context for the launch, in 1884, of The Financial News and, four years later, The Financial Times, the two newspapers that later merged to form the heart and soul of the modern FT.

É assim que começa o texto evocativo dos 125 anos do Financial Times, que se celebram hoje. Apesar de recuar às origens, o artigo assinado por Lionel Barber centra-se no último quarto de século do jornal cor-de-salmão: aqueles em que a globalização e a evolução tecnológica impôs maiores e mais profundas mudanças no funcionamento do diário britânico. Vale a pena ler, para compreender como o FT está a adaptar-se ao digital. A própria forma como o aniversário é assinalado é um excelente exemplo disso: fotogalerias, infografias animadas, histórias de bastidores contadas pelos colaboradores num blogue e, já agora, um vídeo. Parabéns.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s