José Diogo Quintela vs Miguel Sousa Tavares (parte 2)

Depois de Miguel Sousa Tavares dizer que as questões familiares se discutem “em privado” e de acusar José Diogo Quintela de se tentar promover às suas custas e de ter sido sócio de Dias Loureiro no negócio da Padaria Portuguesa, o humorista reagiu desta forma ao Diário de Notícias de hoje:

“MST veio falar da educação que recebeu em casa. Conheço este género de educação em que não se fala dos nossos familiares banqueiros enquanto se desancam, todas as semanas, os seus concorrentes. Só que, embora seja ensinado em alguns tipos específicos de família, não se chama bem educação. Chama-se omertà [conspiração]. 

Os meus pais ensinaram-me que não se deve abusar de situações de poder para beneficiar familiares. No caso, uma página no Expresso em que se atacam os banqueiros menos o lá de casa. Mas folgo em saber que MST finalmente faz a declaração de interesses em que, vá lá, admite que poupa Ricardo Salgado por ser da família. Agora só falta corrigir a badana do seu livro de crónicas, onde diz: ‘A independência, total e absoluta, é o preço a pagar por aquilo que faço e escrevo. Se assim não fosse, não sei por que razão mereceria a credibilidade dos leitores’.”

Miguel Sousa Tavares não quis responder.

Miguel Sousa Tavares

1 thought on “José Diogo Quintela vs Miguel Sousa Tavares (parte 2)

  1. Pois é MST nao é por serem os nossos filhos que nao vemos e criticamos os seus defeitos … eu até gosto imenso de o ouvir dizer certas verdades sem papas na lingua mas isso tem de ser igual para todos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s