Verdades e mentiras da prova de cultura geral do MNE

É nas pequenas coisas que se revela a preguiça que se instalou no jornalismo português: é sempre mais fácil copiar o que os outros escrevem do que confirmar se as informações estão correctas. Mesmo quando as fontes primárias estão à distância de um clique.
Vem isto a propósito das notícias sobre o concurso de ingresso na carreira diplomática. Vários órgãos de comunicação social afirmaram que 98% dos candidatos chumbaram na prova de cultura geral. Concretamente, que apenas 44 dos 2300 potenciais diplomatas teriam sido aprovados na prova. Ora, aqui, o único dado correcto é o do número dos que passaram à fase seguinte: 44.
Bastaria uma consulta à lista de candidatos aprovados e rejeitados, publicada no site do governo, para perceber que, realmente, havia 2300 inscritos mas que, na realidade, apenas uns 1000 apareceram na prova. Portanto, 4% dos que fizeram o exame passaram à fase seguinte.
Por outro lado, isso não significa que os outros 956 tenham tido nota negativa. Os regulamentos daquele que é um dos mais exigentes concursos de admissão na função publica dizem que só passam à fase seguinte os candidatos que tenham, no mínimo, 14 valores. Ora, os resultados afixados não indicam as notas. Dizem apenas se foram aprovados ou não. Podem parecer detalhes, mas na realidade não são.
Para além disso é altamente injusto qualificar todos os que foram excluídos de ignorantes por falharem questões mais adequadas a programas tipo “Quem quer ser milionário?” do que a um concurso de ingresso na carreira diplomática. Entre eles há pessoas altamente qualificadas e com vontade de servir o país que certamente dariam excelentes profissionais. Conheço alguns. Haverá também outros menos competentes. O importante é frisar, como me disse alguém, que esta prova destacou-de numa coisa: no desperdício de talento.

Anúncios

9 thoughts on “Verdades e mentiras da prova de cultura geral do MNE

      • Em boa verdade havia perguntas mal feitas naquela prova (a do PIB), e respostas incorretas (Egas Moniz)… E houve também falta de transparência no processo de identificação das provas, na sua correção, e na divulgação dos resultados.
        Se houver requerimentos suficientes a expor todas as deficiências do concurso, quem sabe se consiga que este concurso seja anulado na sua totalidade e seja aberto um novo, menos discricionário e mais transparente!

  1. Acho escandaloso só haver 2 mulheres. Pelo menos um dos candidatosn tenho eu 98% de certeza, que teve acesso à prova.

  2. Como, nas últimas semanas, o concurso de ingresso na carreira diplomática tem despertado – e muito – a atenção dos leitores, decidi fazer uma experiência e abrir as portas de O Informador a todos os candidatos que queiram deixar a sua visão sobre este processo fora das caixas de comentários. Requisitos: o texto não pode ter mais de 3000 caracteres e deve abordar questões como as expectativas que os candidatos tinham ao candidatarem-se à carreira diplomática; os sacrifícios que fizeram para se prepararem para as provas de ingresso; o percurso profissional e a experiência que adquiriram anteriormente; a reacção à primeira prova de cultura geral, à sua anulação e depois à respectiva repetição; bem como as observações como as mesmas decorreram. No fundo, uma visão pessoal. No final, espero ter aqui uma amostra do talento desperdiçado por este exame e contribuir para o debate sobre a forma mais adequada de se avaliar a “cultura geral” de um candidato a diplomata. Claro que há aqui um enorme risco: ninguém participar. É algo que estou disposto a correr. Por uma questão de confidencialidade e protecção daqueles que passaram à fase seguinte e dos que pretendem candidatar-se no futuro, os textos poderão ser assinados com pseudónimo. O único requisito é eu conhecer a verdadeira identidade para garantir que não aparecem “infiltrados” a lançar a confusão. Se houver alguma dúvida, basta perguntar. Aguardo os vossos emails.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s