Os milhões dos piratas somalis

Ao longo dos últimos anos, têm sido pagos milhões de euros para resgatar navios aprisionados por piratas, no Corno de África. Sempre me perguntei: quem fica com o dinheiro? De certeza que não são os próprios piratas que, por norma, são uns tipos maltrapilhos e sem formação para grandes negociações internacionais. Agora já sei a resposta. De acordo com um novo relatório do Banco Mundial, da Interpol e da Organização das Nações Unidas, cerca de três quartos dos valores pagos acabam nas mãos de quem financiou a operação. Os piratas propriamente ditos embolsam apenas 1% dos lucros. Ainda assim, cada um deles recebe entre 30 mil dólares e 75 mil dólares por cada operação. O primeiro a subir a bordo de um navio tem um bónus de 10 mil dólares, tal como aquele que levar a própria arma ou uma escada. Ainda assim, não é nada mau. Umas quantas operações dariam para levar uma vida tranquila – se é que isso existe naquela zona do globo. O problema deles: gastam o dinheiro em álcool, droga, carros e prostitutas. Os intérpretes nas negociações recebem entre 10 mil dólares e 20 mil dólares. É uma leitura fascinante.

Foto: AP/Farah Abdi Warsameh

Foto: AP/Farah Abdi Warsameh

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s