Fotografar a cara do terrorismo

A 19 de Abril de 2013, quatro dias após os atentados de Boston, as autoridades intensificaram as buscas aos suspeitos de terem colocado as bombas no final da maratona da cidade. Ao final da tarde, Dzhokhar Tsarnaev foi localizado no interior de um barco. No local, havia apenas uma câmara fotográfica: a do sargento da polícia Sean Murphy. As imagens foram mantidas em segredo. Até que a Rolling Stone fez capa com uma imagem retirada do Facebook de Tsarnaev. Sean Murphy ficou revoltado. E enviou – contra as ordens superiores – as imagens da captura do terrorista à Boston Magazine. Resultado: acabou desempregado. No final do ano passado deu uma das primeiras entrevistas à Time. Para além de recordar todo esse dia, comenta uma imagem icónica: a de Tsarnaev a sair do barco, ensanguentado, com uma mira a laser apontada à testa.

One thought on “Fotografar a cara do terrorismo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s