Foi o Rui Pedro, mas podia ter sido outra criança qualquer

A 4 de Março de 1998 Rui Pedro desapareceu. Tinha 11 anos e foi visto pela última vez depois de almoço. Durante anos, a mãe, Filomena Teixeira, lutou para que o caso não caísse no esquecimento. Em 2011 – 13 anos após o desaparecimento -, Afonso Dias, um amigo da família e a última pessoa a estar com ele, foi acusado do crime de rapto. No ano seguinte foi absolvido no julgamento em primeira instância. Em 2013 o Tribunal da Relação do Porto mudou o entendimento e condenou-o. O recurso ainda está pendente no Supremo Tribunal de Justiça. Enquanto isso, a vida de Filomena Teixeira ficou destruída. Nunca mais teve o seu menino nos braços. Hoje, 28 de Janeiro, ele faria 27 anos. Paulo Pires e Ana Padrão associaram-se a ela para fazer este vídeo. Para que o caso não caia no esquecimento. E para que Rui Pedro – se for vivo – possa um dia voltar para casa.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s