Micro revista de imprensa

“Por uma questão de respeito pelo referendo e pelo Parlamento, o supremo magistrado da Nação devia ter devolvido à procedência uma proposta inqualificável, desonesta nos fins e nos meios. Introduzir num mesmo referendo as perguntas sobre a co-adopção e a adopção por casais homossexuais, duas questões diferentes, é um exercício fraudulento.”

O editorial de hoje, do Público. Na mouche.

fotografia (22)

Nota: a micro revista de imprensa destaca um artigo publicado nos jornais e revistas portugueses. Pode ser uma notícia, uma reportagem, uma entrevista ou uma crónica. Pode ter várias páginas ou ocupar uma coluna. O critério é sempre o mesmo: importância, interesse e qualidade

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s