Resumo das notícias de 2014

O Eusébio tem de ir para o Panteão Nacional. Não, o Estado não tem dinheiro para meter o Eusébio no Panteão Nacional. O Benfica retirou os cachecóis do Sporting da estátua do Eusébio. Não, o Benfica estava só a protegê-los de um grupo de vândalos. O Sócrates lembra-se de ir a caminho da escola quando Eusébio marcou os golos da reviravolta no jogo contra a Coreia no mundial de 1966. O Sócrates é um aldrabão: o jogo foi a um sábado à tarde, nos meses de Verão. Afinal ele não ia para as aulas, ia só para lá jogar à bola. Bom, não tinha jeito para o futebol e licenciou-se a um domingo, isso diz muito. O Cristiano Ronaldo ganhou a bola de Ouro e foi condecorado pelo Cavaco. Embrulha Joseph Blatter. Embrulha Platini. O Cristiano chorou a receber a bola de ouro e a Dona Dolores limpou as lágrimas a um lenço de €300. A Irina também chorou. Se calhar gosta mesmo do rapaz. E o miúdo do Cristiano também apareceu. Mas se a Irina fosse um gajo não o podia co-adoptar. O líder da JSD propôs um referendo à adopção e co-adopção por casais do mesmo sexo. Os deputados do PSD que em Maio votaram a favor da lei da co-adopção por casais do mesmo sexo agora votaram a favor do referendo à adopção e co-adopção por casais do mesmo sexo. O mesmo líder da JSD acha que todos os direitos podem ser referendados. Um aluno da Universidade Lusófona já sabe o que isso é. Está a perder o direito à inocência – e sem referendo: foi o único sobrevivente de uma noite onde seis jovens morreram depois de arrastados por uma onda. Como ainda não disse o que aconteceu só pode ser culpado. Ele era o dux. O quê? O dux, o líder da Comissão Organizadora de Praxes Académicas. Eles estavam no Meco a fazer uma praxe. Andaram a arrastar-se com pedras nos pés e mais não sei o quê. Foram à praia fazer um ritual inspirado na “Hora do Diabo” de Fernando Pessoa. Não, isso é o que estava num fórum na internet. Eles foram só passear. Não, espera, não se sabe bem. Mas as famílias das vítimas querem saber. A Polícia Judiciária está a investigar. E as praxes são más. Humilhantes. Degradantes. Não, as praxes são boas. Integram. Preparam para a vida. Normalmente são em Setembro. Mas já estamos em Fevereiro. E toda a gente fala nelas. Até foram ao Prós e Contras. E parece que os jornalistas são uns malvados. Também eles fazem praxes. Com absinto. Malandros.

40_0jornaleiro

2 thoughts on “Resumo das notícias de 2014

  1. Pingback: Resumo das notícias de 2014 | Depois da aula

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s