Uma espécie de reformulação gráfica

Um ano e meio de blogue é uma ninharia. O bebé ainda está a gatinhar. Mas, como todos os pequenos seres que não param de crescer, já estava a precisar de umas roupinhas novas. E quando comecei a pensar no assunto, não tive grandes dúvidas sobre a quem as poderia encomendar.

Conheço o trabalho do Alex Gozblau há mais de 10 anos. Estava em O Independente quando a directora de arte, Sónia Matos, começou a pedir-lhe trabalhos para a secção do Internacional. Já então ele tinha um traço único. Quando mudei para a Sábado não hesitei em recomendá-lo. E não me arrependo. É que para além da ilustração editorial, o Alex é um homem dos sete ofícios: desenhou inúmeras capas de livros ilustrados, colabora com companhias teatrais, fez a revista 365, assinou bandas desenhadas, foi coargumentista da curta metragem de animação A Dama da Lapa e desenhou os cenários das curtas Sem Dúvida, Amanhã!, e Memória de cão

Na imprensa, os desenhos do Alex já apareceram nas páginas do Jornal de Negócios, Expresso, Público, Visão, Diário de Notícias e Ler e muitos outros. Por isso, mais do que para ele, é uma honra para mim contar com a arte dele neste blogue. Obrigado, Alex.

avatar

2 thoughts on “Uma espécie de reformulação gráfica

  1. Pingback: O Informador, ano dois | O Informador

  2. Pingback: O Informador, ano dois - PINN

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s