Manuel Forjaz: “Posso morrer de cancro mas ele nunca me matará”.

Durante cinco anos, Manuel Forjaz lutou contra o cancro. Não se escondeu. Nem desistiu. Pelo contrário. Criou uma página no Facebook onde contava a sua experiência e dava conselhos, foi orador em palestras, escreveu um livro e há cerca de um mês tornou-se colunista da Sábado. Ontem, morreu de cancro. Mas a doença não o matou. Tal como ele queria. Há três meses deu uma extraordinária entrevista à Catarina Carvalho, na Notícias Magazine. Pode ser lida, aqui.  

Foto: Jorge Simão

Foto: Jorge Simão

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s