O jornalismo à procura de uma salvação

Há cerca de um ano escrevi aqui isto: “As más notícias para o jornalismo português continuam. Pelo menos nos formatos tradicionais. As vendas de jornais e revistas em papel continuam a descer.” Hoje, as más notícias continuam. Só que os valores divulgados a semana passada são ainda piores. Exemplos: as vendas do Expresso em banca desceram para os 70 mil exemplares (menos 10 mil do que há um ano), as do Público para os 15 mil (menos dois mil), as do DN para os 12 mil (menos mil), a Visão para os 26 mil (menos três mil), a Sábado para os 29 mil (menos oito mil)  e por aí fora. Salva-se o Correio da Manhã que, apesar de ter perdido três mil leitores em banca continua acima da barreira dos 100 mil exemplares. Para verem os números detalhados, cliquem nesta imagem. 

Vendas dos jornais e revistas em 2014 Many EyesJá as vendas digitais continuam a subir. Lentamente, mas a subir. Destaque para o Público que praticamente duplicou as assinaturas digitais e para o Expresso que está prestes a atingir os nove mil assinantes. Os detalhes estão neste gráfico.

Circulação digital paga em Janeiro e Fevereiro de 2013 Many EyesOs números do último ano e meio estão aqui.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s