A queda de Richard Nixon

Às 21h de 8 de Agosto de 1974, Richard Nixon anunciou ao povo norte-americano que iria resignar ao cargo de presidente dos Estados Unidos na sequência do escândalo Watergate. O que tinha começado como um simples assalto à sede da Convenção Nacional Democrata, no edifício Watergate, em Washington, revelou-se apenas a ponta de um novelo que incluía conspirações políticas ao mais alto nível e escutas a adversários. Neste caso, correram duas investigações em paralelo: a do FBI e a jornalística, liderada pelos repórteres do The Washington Post, Bob Woodward e Carl Bernstein (com a ajuda de uma fonte do FBI, o famoso “garganta funda”).

A morte política de Nixon terá sido ditada quando um agente do Serviço Secreto revelou na comissão de inquérito que investigou o caso que a Casa Branca gravava todas as conversas na Sala Oval. Inicialmente, Nixon recusou-se a entregar os registos. Mas obrigado pelo Supremo Tribunal, não teve hipótese: as conversas revelavam o seu envolvimento directo na tentativa de encobrir o assalto. Este anúncio (e também os momentos que o antecederam, que não foram transmitidos em directo) foi feito três dias depois de as cassetes serem divulgadas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s