O subsídio “tóxico”

Não sei se o PCP recebeu dinheiro do BES. Não sei se o BES deu dinheiro ao PCP. Não sei se o PCP tem conta no Novo Banco. Mas sei que as reacções à notícia de hoje no Público são manifestamente exageradas.

Factos: a documentação interna do BES diz que foi feito um donativo ao Partido; a ter acontecido esse donativo será ilegal; o PCP diz que não solicitou nem recebeu nenhum patrocínio do BES. Agora caberá à Entidade das Contas e Financiamentos Políticos analisar a questão e decidir se houve ou não ilegalidade.

O Público cita documentos do Departamento de Municípios e Institucionais do BES, de Março deste ano. Também hoje, a Sábado cita um documento da Comissão Executiva do BES, mas de 2 de Abril de 2014. Tem o número 1513 e diz o seguinte:

“O Dr. Amilcar Morais Pires apresentou ainda uma proposta do Departamento de Municípios e Institucionais com vista ao patrocínio à Festa do Avante, a decorrer entre 5 e 7 de Setembro, consubstanciado na concessão de um donativo de 11.000€ e na instalação de um conjunto de
equipamentos bancários no local, v.g. ATM’s, TPA’s, cofres nocturnos, transporte e tratamento de valores e máquina de contar notas e moedas. A Comissão Executiva aprovou esta proposta, prevista em termos orçamentais.”

O que aconteceu depois disto? Há-de saber-se. Sabe-se sempre.

img_6258

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s