O verdadeiro ataque à liberdade de imprensa

Em apenas 10 minutos, os serviços secretos britânicos recolheram cerca de 70 mil emails. entre eles estão as comunicações de jornalistas da BBC, Reuters, The Guardian, The New York Times, Le Monde, The Sun, NBC e do The Washington Post. Mais, alguns jornalistas de investigação foram classificados como “uma ameaça”. A revelação foi feita pelo The Guardian, com base nos documentos fornecidos por Edward Snowden. Sim, eles ainda continuam a publicar informação originária nessa gigantesca base de dados.

gchq-presentation

One thought on “O verdadeiro ataque à liberdade de imprensa

  1. Pingback: O verdadeiro ataque à liberdade de imprensa - PINN

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s