Judiciária prendeu açoriano candidato a jihadista

A Polícia Judiciária, através da Unidade Nacional de combate ao Terrorismo (UNCT) deteve no início do mês um português, de 48 anos, residente nos Açores, que manifestou na Internet a intenção de se juntar ao Estado Islâmico (EI). Depois de interrogado pelo Ministério Público (MP) e de ver o seu computador pessoal apreendido, o homem foi deixado em liberdade com a medida de coacção mínima, Termo de Identidade e Residência, estatuto com o qual vai aguardar o desenrolar do processo. Toda a história aqui.

fotografia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s