Vendas de jornais e revistas: a queda sem fim

São os dados mais recentes da Associação Portuguesa para o Controlo de Tiragem e Circulação: entre Janeiro e Outubro deste ano, praticamente todos os jornais e revistas perderam leitores em relação ao mesmo período do ano passado. A excepção é o Expresso, que vendeu praticamente o mesmo número de exemplares. Claro que, há perdas relativas: o Correio da Manhã vendeu menos 4% mas continua a larga distância a ser o jornal mais lido do país e o único a manter-se acima dos 100 mil exemplares por dia.

Numa altura em que se assiste ao encerramento de órgãos de comunicação social, ao despedimento de jornalistas e ao fim de produtos jornalísticos (para reduzir custos), convém reflectir a sério na sustentabilidade do jornalismo como hoje o conhecemos.

Os dados anteriores estão aqui.

Vendas entre Janeiro e Outubro de 2015
  Vendas em Banca Assinaturas Vendas em bloco Ofertas Circulação digital paga
Correio da Manha 104.974 39 1.796 3.475 999
Jornal de Noticias 47.076 4.876 2.396 1.243 3.206
Publico 14.920 1.852 3.963 946 12.345
Diario de Noticias 10.453 986 2.303 812 1.368
i 3.950 73 402 165 67
Expresso 71.584 298 6.741 1.122 16.929
Sol* 11.853 72 8.089 1.555 44
Visao 25.539 32.929 11.122 1.358 3.793
Sabado 29.251 12.889 7.990 1.453 1.441
Diario Economico 2.992 1.732 2.651 269 6.248
Jornal de Negocios 1.743 1.390 2.954 1.093 3.513
* Os dados relativos a Setembro e Outubro não estão disponíveis

cc-ns-newsflash-papers-3-752x501

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s