Uma reivindicação padrão

Ontem ao fim da tarde o autoproclamado Estado Islâmico reivindicou a autoria do atentado em Berlim. Primeiro em árabe:

c0jis2twqaeym22

Depois em alemão:

803730142_123269_533329842908738925

Foram ainda divulgadas reivindicações em russo e em francês, como é habitual, através dos canais oficiais do grupo terrorista no Telegram. Era previsivel que tal viesse a acontecer.

Tal como em anteriores ocasiões, esta reivindicação do grupo terrorista segue uma fórmula padrão: “uma fonte de segurança da agência Amaq indicou que a operação que teve lugar na cidade de Berlim, na Alemanha, foi realizada por um soldado do Estado Islâmico em resposta aos apelos a ataques nos países da coligação internacional”. Já tinha sido assim em Nice e em Orlando, entre outras. Ou seja, a organização não esteve directamente envolvida no planeamento e execução do ataque. O autor terá sido “inspirado” ou agido de acordo com instruções transmitidas por um elemento com ligações ao grupo.

O que é novo é que esta reivindicação foi feita sem que se saiba quem é o autor do atentado e com o mesmo ainda em fuga. Nas próximas horas poderá haver novidades. Não seria a primeira vez que, após a reivindicação, o EI divulgaria novos dados que provassem que autor e grupo terrorista estariam em contacto, mesmo indirecto.

Actualização (13h35): acabou de ser divulgado o comunicado no canal da Amaq em inglês

852117742_24755_7616458144294739352

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s