O inimigo americano de Vladimir Putin

Em 1996 o empresário Bill Browder chegou a Moscovo para investir milhões de dólares num novo mercado. Decidiu afastar os dirigentes e funcionários corruptos das empresas que adquiriu. Fez inimigos. Muitos. Tantos quanto a sua fortuna cresceu. Em 2005 foi detido no aeroporto e deportado como uma ameaça para o Estado. As suas empresas foram-lhe retiradas e entregues a terceiros. Ele não desistiu. E começou a denunciar os esquemas de corrupção no país de Vladimir Putin. Hoje é procurado em Moscovo e foi alvo de inúmeras ameaças de morte. E conta tudo ao 60 Minutes.

Anúncios

Por dentro da cabeça de um génio do xadrês

Magnus Carlsen é o melhor jogador de xadrês do mundo. Nesta reportagem do 60 Minutes, ele explica como o seu cérebro funciona – e joga com 10 pessoas ao mesmo tempo, de costas para os tabuleiros.

Os “lost boys” do Sudão

Quando chegaram a um campo de refugiados no Sudão, em 2001, os correspondentes do 60 Minutes iam fazer mais uma reportagem. No entanto, essa “reportagem” não era “mais uma”. Transformou-se numa viagem de 12 anos em que os “Lost Boys” do Sudão se adaptaram à vida nos Estados Unidos – e se tornaram parte da família dos jornalistas.

Os feiticeiros da memória

Imaginem conseguir recordar todos os acontecimentos da vossa vida. Quando ocorreram, onde, a que horas, qual foi a vossa reacção. Há pessoas assim. Têm uma super-memória. Para o bom e para o mau. Eles foram o tema de uma reportagem do 60 minutes de Lesley Stahl.

A vida de Kim Dotcom, o ex-hacker que se diz empresário

Há dois anos as autoridades entraram na casa de “Kim Dotcom”, o criador e proprietário do site de partilha de ficheiros Mega Upload. Acusaram-no de ter provocado prejuízos de centenas de milhões de dólares à indústria do entretenimento por permitir a partilha de filmes, vídeos, músicas e livros – de graça. O assalto, feito por forças especiais, foi digno de um filme. Kim Dotcom esteve preso durante um mês e o site foi encerrado. Hoje, ele continua a viver na mesma mansão, na Nova Zelândia. A diferença: não pode saír do país. Mas continua a gostar do papel de vilão de Hollywood. O 60 Minutes falou com ele.

A conselheira de Barack Obama

Susan Rice é a conselheira de Segurança Nacional de Barack Obama. Antes, foi embaixadora dos Estados Unidos na ONU. E esteve para suceder a Hillary Clinton, no cargo de Secretária de Estado. Agora é ela quem acorda o presidente norte-americano se há uma crise internacional. Em entrevista a Lesley Stahl, do 60 Minutes, fala sobre as crises no Irão, Síria e o escândalo de espionagem da NSA – sobre o qual diz que Edward Snowden não merece uma amnistia: merece um julgamento.

Espionagem informática: a versão da NSA (parte dois)

Na segunda parte desta reportagem sobre a National Security Agency, os jornalistas do 60 Minutes visitam o centro de operações da agência, mostram a chamada black chamber – o local onde trabalham os melhores analistas – e entrevistam alguns dos jovens saídos do liceu que passam dias a tentar decifrar códigos. E revelam que a NSA gastou milhões de dólares a identificar todos os aparelhos a que Edward Snowden teve acesso e a removê-los para garantir que ele não tinha deixado para trás nenhum vírus ou escuta