Descobertas matinais: a nave espacial da Apple

AppleSpaceshipCampus_610x312

A construção foi aprovada. Agora, a Apple vai transformar uma área de cimento da cidade de Cupertino numa imensa zona verde com uma estrutura semelhante à de uma nave espacial (como a imaginamos, claro). O complexo – baptizado por Steve Jobs de “spaceship” – que se tornará a sede da empresa terá quatro andares de vidro e aço, vai receber 14 mil trabalhadores, estará rodeado por sete mil árvores, será autosuficiente em termos de energia e terá no meio um parque natural.

Descobertas matinais: o ataque da Microsoft à Google

É um ataque mesmo. E com alguma piada: a Microsoft dedicou uma secção da sua loja online a vender canecas, chapéus, t-shirts e sweat-shirts anti Google.

en-INTL_L_Scroogled_Keep_Calm_Mug_DHF-01113_mnco

Não é a primeira vez que o faz. Há mesmo uma palavra para isso: Scroogled. Foi lançado um site que ataca as práticas da Google e produzidos vídeos que criticam a forma como a empresa viola a privacidade dos utilizadores para lhes “vender” publicidade. E ganhar dinheiro. Um deles foi este vídeo sobre o browser Google Chrome.

Descobertas matinais: O uso ideal para a música de Britney Spears

Assustar piratas somalis no corno de África. Sim, êxitos como Oops! I did it again estão a ser utilizados pelos militares britânicos para afastar os salteadores que tentam apresar navios. Parece que os piratas não suportam a musica da cantora norte-americana. A história está no The Guardian. Porque será?

Foto: Miguel Riopa/AFP/Getty Images

Foto: Miguel Riopa/AFP/Getty Images

Descobertas matinais: quando a ficção se aproxima da realidade

Na primeira temporada da série Segurança Nacional, o ainda terrorista Nicolas Brody mata o vice-presidente dos Estados Unidos através de um ataque informático ao pacemaker usado pelo político. Basicamente, seria possível fazer o aparelho dar uma descarga eléctrica tão grande que mataria o seu portador. Quando o episódio foi emitido, a técnica usada foi desvalorizada e considerada improvável. Mas, há sempre um mas, parece que nem todos a achavam assim tão difícil de concretizar. Na entrevista concedida ao 60 Minutes, que vai ser emitida no domingo, o antigo vice-presidente americano, Dick Cheney confessou que os seus médicos desactivaram o sistema wireless do aparelho implantado no seu coração. Motivo: temia ser alvo de um atentado terrorista.

Foto: J. Scott Applewhite/AP

Foto: J. Scott Applewhite/AP

Descobertas matinais: a idade das máquinas está a chegar

O filme Matrix – e muitos outros – tem como motor a ideia de que haverá uma altura em que os humanos serão perseguidos por máquinas. Bem, quando daqui a algum tempo estiverem a ser escritos os livros de história, 2013 pode ser o ano em que tudo começou a desenhar-se. A Boston Dynamics, uma empresa que desenvolve projectos para o Pentágono, apresentou o WildCat, uma espécie de cavalo mecânico capaz de correr (para já) a 25,7 km por hora, durante cinco minutos. Como todas as invenções da humanidade, poderá ser usado para o bem. Mas também é possível que, no futuro, haja WildCats a perseguir alguns de nós. Ora vejam.

Descobertas matinais: D-Central, o gadget que vai impedir a vigilância da NSA

John McAfee – sim, o milionário criador do famoso anti-virus que agora não tem nada a ver com a companhia que criou – anunciou numa conferência em San José, na Califórnia, que está a criar um gadget que vai iludir a vigilância da NSA. Baptizado de “D-Central”, o aparelho vai estar à venda por 100 dólares e poderá ser transportado no bolso. Na prática, vai criar uma espécie de “dark web” que não pode ser acedida por meios convencionais. “Ninguém vai conseguir saber quem são ou onde estão”, garantiu. Questionado sobre a possibilidade de o governo norte-americano proibir a venda do aparelho, McAfee foi claro: “vendo-o em Inglaterra, no Japão ou no Terceiro Mundo”.

Foto: LiPo Ching/Bay Area News Group

Foto: LiPo Ching/Bay Area News Group

Descobertas matinais: as fontes de texto que fintam a vigilância da NSA


130930122301-zxx-font-horizontal-gallery

O antigo funcionário da NSA, Sang Mun, criou quatro novas fontes de texto, a que chamou ZXX, destinadas a evitar os sistemas de reconhecimento de caracteres utilizados para analisar os textos que circulam pela internet. Mas não pensem que só a NSA recorre a eles. A Google usa-os. E um qualquer hacker também o pode fazer. As fontes de texto agora criadas por Sang Mun tem todas características diferentes. E podem ser usadas em simultâneo para fintar as máquinas. Em comum apenas um facto: são legíveis por qualquer pessoa.

Descobertas matinais: os outros agentes secretos da CIA

Durante a Guerra Fria a CIA treinou corvos, pombos, golfinhos e até gatos para agirem como verdadeiros espiões. Os animais colocavam escutas e transportavam objectos que permitia aos analistas da agência estar um passo à frente dos adversários. Agora, um antigo treinador contou inúmeros detalhes do projecto à revista do Smithsonian, de Outubro. O nome da escola: I.Q. Zoo. Não havia animal que não conseguissem treinar.

animal-intelligence-otter-10

Descobertas matinais: chineses usam mães de aluguer americanas e conseguem um visto

Tony Jiang é um homem de negócios chinês. Quando não conseguiu ter um filho com a sua mulher, Cherry, recorreu a uma barriga de aluguer chinesa. Não correu bem. Tentou outra vez. Também não resultou. Depois de analisar os sistemas de outros países onde a utilização de “mães” de aluguer é legal, o casal virou-se para os Estados Unidos. Em Dezembro de 2010, tiveram uma filha, nascida na Califórnia, de uma mulher chamada Amanda. Mais tarde, tiveram gémeos – da mesma mulher.

Quando os amigos lhe começaram a pedir ajuda para conseguir conceber, Tony Jiang criou uma agência que, até agora, já mediou 75 processos de “barrigas de aluguer” entre chineses e norte-americanos. E se muitos o fazem para conseguir ter um filho, muitos outros estão a escolher este sistema para contornar a lei que, desde 1979, impede os casais de terem mais do que um filho. Apesar de, tecnicamente, continuarem a infringir a lei, como as crianças ficam com cidadania norte-americana, as autoridades pouco podem fazer. Esta opção tem ainda outra vantagem: aos 21 anos os bebés nascidos nos EUA podem pedir vistos para os seus pais. Tudo por preços que variam entre os 120 e os 200 mil dólares.

REUTERS/Aly Song

REUTERS/Aly Song

Descobertas matinais: hackers brasileiros confundiram a NASA com a NSA

O uso de acrónimos pode causar problemas. Que o digam um grupo de hackers brasileiros. Para retaliar contra a ciber-espionagem levada a cabo pela National Security Agency ( NSA), os activistas decidiram atacar a página de internet da agência e deixar a mensagem “Parem de nos espiar” (Stop spying on us). No entanto, enganaram-se. Em vez da NSA, os hackers atacaram o site da agência espacial norte-americana, a NASA. A interferência foi confirmada ao jornal The Telegraph pelo porta-voz da agência, Allard Beutel, que, no entanto, garantiu que nenhum dos principais sites, “missões ou sistemas classificados” foram comprometidos.

hacker

Descobertas matinais: rebeldes sírios usam iPads para disparar morteiros

A fotografia foi tirada pelo repórter da Reuters Mohamed Abdullah, a 15 de Setembro, nos arredores de Damasco. E mostra um membro da brigada “Ansar Dimachk” a utilizar um aparelho da Apple para preparar o disparo de um morteiro. De acordo com a Business Insider, os rebeldes estarão a usar o iPad para nivelar a arma, uma vez que não têm miras que os ajudem a apontar. Esta é mais uma prova da capacidade de improviso dos rebeldes sírios – que já usavam fisgas gigantes e catapultas para lançar granadas

rtx13mqd

Fotografia: Reuters/Mohamed Abdullah

 

Descobertas matinais: Agência Espacial Europeia quer enviar cobras para o espaço

Mas não são umas cobras qualquer. São cobras robot. A ideia é que a mobilidade associada às serpentes possa facilitar a deslocação de engenhos em superfícies rochosas como a de Marte. A notícia está aqui.

snake