A força das convicções

Chegar aos 10 milhões de visitas não é para qualquer um. Sobretudo se estivermos a falar de um blogue unipessoal. Mais ainda se esse blogue for sobre a Guiné-Bissau. Mas foi isso que o António Aly Silva conseguiu com o Ditadura do Consenso. Há poucos dias ultrapassou essa barreira mítica e já está a olhar para a próxima meta. Há um motivo para este sucesso: nos últimos anos, num país que tem sido atingido por sucessivos golpes de estado e atentados à liberdade de imprensa, o Aly, que é um jornalista de mão-cheia, continuou sozinho, contra tudo e contra todos, a contar o que se passa na Guiné Bissau. Foi ele que revelou as circunstâncias da morte de Nino Vieira, foi ele quem divulgou documentos que ligam o general António Indjai ao narco-tráfico, foi ele quem contou a história que relaciona os traficantes guineenses com as redes terroristas do norte de África, e foi também ele quem revelou os autores do golpe de Estado de 12 de Abril de 2012. Por tudo isso, o Aly foi espancado, ameaçado e, eventualmente, obrigado a saír do país. Ainda assim, porque são muitos os guineenses que querem o bem do seu país e que nele confiam, mesmo à distância ele continua a contar as melhores histórias sobre o que se passa em Bissau. O reconhecimento desse trabalho chegou agora através de um número gigante: 10.000.000. Parabéns Aly. Força. Porque como tens no teu blogue:

A lista dos passageiros sírios que vieram de Bissau

O blogue do jornalista António Aly Silva continua a ser uma das melhores fontes para se saber o que se passa na Guiné Bissau. Hoje, ele colocou online a lista dos sírios que, com passaportes turcos, entraram no voo da TAP que partiu de Bissau rumo a Lisboa no dia 10 de Dezembro. Está aqui. 

IF

Quando António Indjai autorizou a aterragem de narcotraficantes

Depois de apanharem Bubo Na Tchuto, os Estados Unidos querem também prender o general António Indjai. O blogue Ditadura do Consenso dá-lhes uma ajuda e divulgou hoje uma declaração assinada pelo líder do golpe de 11 de Abril do ano passado, em que Indjai admite ter autorizado a aterragem de um avião de narcotraficantes na Guiné.

8671998241_f84734bdcc_z