A atracção pelo dinheiro da Guiné-Equatorial

A Guiné Equatorial é, por estes dias, um destino atractivo. Não só para angolanos, brasileiros e portugueses. É também um alvo preferêncial de empresários espanhóis e, sobretudo, de ex-políticos transformados em homens de negócios. É o caso do ex-presidente do governo Espanhol, José Luiz Zapatero e dos ex-ministros José Bono y Miguel Ángel Moratinos. Os três foram vistos e fotografados recentemente em Malabo, a capital da Guiné Equatorial, onde, segundo o jornal El Confidencial, têm estado várias vezes a actuar como lobbistas em nome de empresas castelhanas que querem entrar no mais recente membro da CPLP. Em troca dos seus contactos receberão comissões avultadas.

Em Portugal correm rumores de que ex-políticos também têm passado várias vezes em Malabo. Até agora, não apareceram provas. A ser verdade, será uma questão de tempo.

158fe81122017690ff75807dc41d74a9

Bono, Zapatero e Moratinos, no passado dia 2 de Julho, num restaurante de Malabo. (Foto: El Confidencial)