Estado Islâmico reivindica atentado de Londres

O autoproclamado Estado Islâmico acabou de reivindicar o atentado em Londres. Como de costume, a reivindicação foi feita através dos canais encriptados do grupo no Telegram. A fórmula é também a habitual: “uma fonte disse à agência Amaq que um soldado do Estado Islâmico efectuou um ataque, ontem, em frente ao parlamento britânico”.

Tal como foi feito em ocasiões anteriores, essa reivindicação foi feita em várias linguas. Aqui em inglês, francês, alemão e italiano.

fc8eb875-5d35-44b4-ad99-92063e8d0aed.jpg

a4f32b40-02c3-4182-a19e-5e7521e5968b.jpg

7f488a9b-ec30-493c-8b06-310059814c2e.jpg

007f2811-7415-4284-a499-ced9228cf100.jpg

Agora, a grande questão é: irá o Estado Islâmico divulgar uma mensagem em vídeo do atacante a declarar a sua fidelidade a Abu Bakr al-Baghdadi tal como aconteceu depois do ataque em Berlim?

 

As palavras de guerra do suspeito de Londres

Depois de atacar e matar um soldado britânico, enquanto gritava “Alá é grande”, um dos atacantes dirigiu-se a uma câmara e garantiu que estavam numa luta “olho por olho, dente por dente”. Tinha as mãos ensanguentadas e segurava uma faca e um cutelo. Depois ficou por ali, a falar com testemunhas, até à chegada da polícia. As imagens foram recolhidas pela estação ITV e podem ser chocantes.