A vida de Kim Dotcom, o ex-hacker que se diz empresário

Há dois anos as autoridades entraram na casa de “Kim Dotcom”, o criador e proprietário do site de partilha de ficheiros Mega Upload. Acusaram-no de ter provocado prejuízos de centenas de milhões de dólares à indústria do entretenimento por permitir a partilha de filmes, vídeos, músicas e livros – de graça. O assalto, feito por forças especiais, foi digno de um filme. Kim Dotcom esteve preso durante um mês e o site foi encerrado. Hoje, ele continua a viver na mesma mansão, na Nova Zelândia. A diferença: não pode saír do país. Mas continua a gostar do papel de vilão de Hollywood. O 60 Minutes falou com ele.