A morte em directo

c0dy7wfwgaajm12

É sempre difícil escrever a quente. Sobretudo porque é fácil tirar conclusões precipitadas.

O que sabemos até agora: um polícia turco, de 22 anos, assassinou o embaixador russo em Ankara, Andrey Karlov, na inauguração de uma exposição de arte. As imagens  captadas pela televisão turca mostram o homicida a disparar vários tiros e a gritar em turco:

Pouco depois o atirador foi abatido pela polícia turca. A sua morte impedirá o esclarecimento de questões imediatas:

  • Quais as suas reais motivações?
  • Agiu em nome de alguma organização ou a título individual?
  • Teve cúmplices?
  • Houve alguma falha de segurança que lhe permitiu aproximar-se do embaixador russo, aparentemente, tão facilmente?
  • Quais serão as consequências para as relações entre a Turquia e a Rússia?

Para já, a resposta honesta é, ninguém sabe. Tudo o que se possa dizer a partir de certo ponto são apenas especulações.

Sabe-se também algumas outras coisas:

  • Há uma semana houve uma manifestação em frente ao consuldado russo em Istambul, em que foi pedida vingança devido aos bombardeamentos em Allepo.
  • O terrorista referiu-se a Allepo em termos semelhantes aos utilizados pela Jabhat al Nusra (actual Jabhat Fateh al-Sham), a filial da Al Qaeda na Síria.
  • Até agora nenhum grupo terrorista reivindicou o ataque, pelo contrário, apoiantes do auto-proclamado Estado Islâmico no Telegram têm pedido moderação aos seus seguidores.
  • Os presidentes da Turquia e da Rússia já falaram ao telefone.
  • Apoiantes dos grupos jihadistas começaram a espalhar as moradas das embaixadas russas, nas redes sociais, numa tentativa de incitamento de novos ataques.
  • Amanhã  haverá em Moscovo uma cimeira entre Rússia, Turquia e Irão, sobre a situação na Síria. O encontro manteve-se, apesar do incidente.

Nos próximos dias haverá, certamente, novidades.

Uma última curiosidade: antes de o embaixador ser assassinado, Vladimir Putin dirigia-se para uma peça de Alexander Griboedov, o poeta, compositor e embaixador da Rússia, que foi assassinado em 1829 quando estava colocado no Irão.

 

Um quem é quem da guerra na Síria

O homem do ano, não da década, não do século…

Vladimir Putin foi eleito o homem do ano na Rússia. A importância disto? Foi a décima quinta vitória consecutiva do presidente russo. Até quando?

Vladimir Putin, o colosso do hóquei no gelo

Enquanto a Europa estava preocupada com as consequências dos referendos em Donetsk e em Luhamsk, no leste da Ucrânia, Vladimir Putin acrescentou mais um feito às suas proezas desportivas (que já incluem a prática de judo, mergulho, equitação e muitas outras): hóquei no gelo. O presidente russo passou a noite de sexta-feira, dia 10, a liderar a sua equipa durante um jogo de exibição em Sochi. Ao todo marcou seis golos e fez cinco assistências numa vitória por 21-4. Os pontos altos de um jogo que parecia não ter defesas estão aqui.

Foto: AP

Foto: AP

A guerra da comunicação sobre o que se passa na Crimeia

Regularmente, a partir dos suburbios de Melbourne, na Austrália, Giordano Nanni  e Hugo Farrant produzem o Juice Rap News, uma visão crítica da actualidade mundial através da ironia e do hip-hop. O 23º episódio debruça-se sobre a guerra de comunicação entre Rússia e Ocidente sobre o que se passa na Crimeia. Chamaram-lhe Mutually Assured Mass-Media Destruction: Crimedia Wars, à moda da guerra fria, e levantam várias questões sobre a abordagem das notícias por parte dos diferentes órgãos de comunicação social – e da respectiva independência. 

Tudo o que precisam de saber sobre a Ucrânia

O ritmo é alucinante. Os factos históricos são às centenas. Mas este vídeo é uma boa forma de compreender o que se passa na Ucrânia – e o caminho percorrido até à actual situação.

1000 anos de mudanças nas fronteiras da Europa

Algumas alterações no mapa não estão correctamente sincronizadas com os anos que passam na imagem. Ainda assim, é um exercício muito interessante para compreender as mudanças vividas pela Europa nos últimos 1000 anos. Este é, definitivamente, um trabalho em constante evolução.