Um herói da luta contra o terrorismo (1994-2016)

Era a segunda vez que Mário Nunes estava na Síria para combater o autoproclamado Estado Islâmico. Tal como tinha feito um ano antes, tinha viajado para o Curdistão sírio para se juntar às Unidades de Protecção Popular (YPG) na luta contra o grupo terrorista. Mas ao contrário do que aconteceu entre Fevereiro e Junho de 2015, não ficou inserido numa unidade normal: entrou para um grupo de elite, uma espécie de forças especiais, composto apenas por voluntários ocidentais conhecido por um nome de código: a 223. Mário tinha uma missão fundamental: era ele o operador da metralhadora pesada. Nunca se saberá exactamente o que aconteceu naquela tarde de 3 de Maio de 2016. Nem os reais motivos. Sabe-se apenas que o acampamento da 223 entrou num alvoroço quando o corpo de Mário Nunes foi encontrado estendido no chão. Na carta que foi enviada à família, algumas semanas depois, os líderes das YPG reconheciam o seu papel: “Mário não era apenas um combatente que dava força adicional à nossa luta. De facto, com a sua experiência e conhecimento ele foi um exemplo para os soldados mais jovens. Enquanto alcançou uma série de objectivos nas nossas linhas da frente, Mário serviu o propósito de ser uma ponte muito importante entre nós, os cudos de Rojava. Ele atravessou continentes pelo destino do nosso povo e humanidade”. Até hoje continua a ser, que se saiba, o português a juntar-se à luta contra o Estado Islâmico na Síria. Um herói, que merece ser recordado.

IMG_0556

Foto @Michael McEvoy

Anúncios

O Estado Islâmico realizou 90 atentados suicidas em Janeiro

A Agência Amaq, o órgão de comunicação oficial do autoproclamado Estado Islâmico, divulgou nos canais encriptados do Telegram uma nova infografia com o resumo dos atentados suicidas realizados no Iraque e na Síria em Janeiro de 2017. Ao todo foram 90 ataques, a maioria através de veículos carregados de explosivos dirigidos em grande parte às forças iraquianas e curdas que tentam reconquistar Mossul.

iraque-e-siria-janeiro

Estado Islâmico realizou 107 atentados suicidas em Dezembro

A agência noticiosa do autoproclamado Estado Islâmico divulgou uma infografia com o número de atentados suicidas realizados em Dezembro de 2016, no Iraque e na Síria. De acordo com a Amaq, o principal alvo destes ataques foram as forças iraquianas que tentam reconquistar Mossul.

photo1143846136087426911.jpg

 

A morte em directo

c0dy7wfwgaajm12

É sempre difícil escrever a quente. Sobretudo porque é fácil tirar conclusões precipitadas.

O que sabemos até agora: um polícia turco, de 22 anos, assassinou o embaixador russo em Ankara, Andrey Karlov, na inauguração de uma exposição de arte. As imagens  captadas pela televisão turca mostram o homicida a disparar vários tiros e a gritar em turco:

Pouco depois o atirador foi abatido pela polícia turca. A sua morte impedirá o esclarecimento de questões imediatas:

  • Quais as suas reais motivações?
  • Agiu em nome de alguma organização ou a título individual?
  • Teve cúmplices?
  • Houve alguma falha de segurança que lhe permitiu aproximar-se do embaixador russo, aparentemente, tão facilmente?
  • Quais serão as consequências para as relações entre a Turquia e a Rússia?

Para já, a resposta honesta é, ninguém sabe. Tudo o que se possa dizer a partir de certo ponto são apenas especulações.

Sabe-se também algumas outras coisas:

  • Há uma semana houve uma manifestação em frente ao consuldado russo em Istambul, em que foi pedida vingança devido aos bombardeamentos em Allepo.
  • O terrorista referiu-se a Allepo em termos semelhantes aos utilizados pela Jabhat al Nusra (actual Jabhat Fateh al-Sham), a filial da Al Qaeda na Síria.
  • Até agora nenhum grupo terrorista reivindicou o ataque, pelo contrário, apoiantes do auto-proclamado Estado Islâmico no Telegram têm pedido moderação aos seus seguidores.
  • Os presidentes da Turquia e da Rússia já falaram ao telefone.
  • Apoiantes dos grupos jihadistas começaram a espalhar as moradas das embaixadas russas, nas redes sociais, numa tentativa de incitamento de novos ataques.
  • Amanhã  haverá em Moscovo uma cimeira entre Rússia, Turquia e Irão, sobre a situação na Síria. O encontro manteve-se, apesar do incidente.

Nos próximos dias haverá, certamente, novidades.

Uma última curiosidade: antes de o embaixador ser assassinado, Vladimir Putin dirigia-se para uma peça de Alexander Griboedov, o poeta, compositor e embaixador da Rússia, que foi assassinado em 1829 quando estava colocado no Irão.

 

Heróis Contra o Terror: estão convidados para o lançamento

É já na 5ª feira, 17 de Novembro, na livraria Bertrand do Amoreiras Shopping Center, com o Rui Cardoso Martins e o Macer Gifford. Tem tudo para ser um debate interessante. Apareçam, que estão todos convidados.

Se quiserem seguir as novidades do livro, é só clicar na imagem e fazer like na página de Facebook.

Convite.jpg

Estado Islâmico com canal no Telegram em espanhol

O autoproclamado Estado Islâmico começou a manter, há algum tempo, um canal no Telegram em castelhano para espalhar propaganda no Ocidente. Estes canais juntam-se a muitos outros em inglês, francês, alemão e russo. Ao longo das últimas semanas, tal como os outros, os canais em espanhol têm sido criados e removidos a pedido das autoridades. No entanto, a organização terrorista tem criado novos veículos de comunicação.

803707475_37676_3528041719170529621

 

803732448_1790_2211947329498759273

O Telegram é uma aplicação informática que permite aos utilizadores trocarem mensagens encriptadas e criar canais abertos a um público ilimitado – desde que estes últimos conheçam os seus endereços.

Cartoon da semana: cessar fogo na Síria

Pelo Vasco Gargalo

assad.2.1